Detalhes

A primeira rede social para quem quer ter filho

Holland exige que a receptora seja maior de idade e informe sobre o nascimento do bebê, caso o procedimento dê certo. Eu sempre quis um doador conhecido. Biologicamente falando, ele é pai do meu filho e eu acho importante saber a identidade. Ela tentou novamente em novembro e depois em março do ano passado, desta vez com um doador diferente. A quarta tentativa, em abril dedeu certo. O analista de sistemas costuma ver a criança ao menos uma vez ao mês. Quero que ele saiba que foi um sonho realizado, no qual o pai dele e a esposa me ajudaram muito, revela. Desde que começou a tentar engravidar, Ingrid contou para a família sobre seus planos.

Garotas a procura 471102

Faça um filho comigo!

Cá, ela conta como tudo começou e onde o romance chegou, 12 anos após o parto da filha. Minha namorada e eu, no entanto, tivemos de começar do zero. Decidimos que teríamos quatro e escolhemos os nomes. O passo seguinte foi mais exigente. A mulher que gastou todo seu dinheiro para congelar os óvulos Minha namorada sugeriu que seu cunhado poderia ajudar.

'Meu maior medo era contrair uma doença'

Ela queria ter filhos desde que havia completado 30 anos e invejava os amigos que tinham crianças. Jéssica também ficou abalada com uma visita a uma tia no hospital. Eles podem atuar como uma espécie de seguro quando você fica mais velho. Ele estava ansioso para ter um nenê, e os dois tentaram engravidar por seis meses. O casal procurou um médico, que receitou exames de vida. Mas ela queria que o filho tivesse um pai. Mesmo assim, discutiu a ideia com uma amiga. Ela chegou a trocar mensagens com um candidato promissor pelo site, mas uma barreira instransponível surgiu entre eles- o Brexit.

'Praticando a imortalidade'

As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira! Decidimos que teríamos quatro e escolhemos os nomes. O passo seguinte foi mais exigente. Minha namorada sugeriu que seu cunhado poderia ajudar. Ele foi receptivo, mas eu fiz um curso sobre direto de gays e lésbicas oferecido pelo departamento de Direito da minha universidade, e logo desisti da ideia de um doador conhecido. Felizmente, descobrimos um banco de esperma em que os doadores anônimos assinavam um termo impedindo-os legalmente de pedir a custódia das crianças que ajudaram a conceber.

Comentário

Leave a Reply